Piaget, Vygotsky e Wallon – Tripé teórico da Educação

Jean PIAGET

Pesquisar como alguém incorpora um novo conhecimento, como o constrói foi o pontapé inicial de sua “teoria”. Postula que ao se deparar com algo novo, o indivíduo tenta remetê-lo a qualquer coisa com que já tenha tido contato, que já conheça. Imaginemos que nossa cabeça fosse um gavetão de arquivos, com várias pastas suspensas (que antigo, isto nem é mais usado!) onde categorizamos tudo aquilo que sabemos. Assim que temos contato com algo novo, é como se abríssemos este gavetão para procurarmos algo similar, parecido, nas pastas suspensas (categorias) que já possuímos, mas não encontramos nada similar. A esta primeira estranheza do novo, Piaget nomeou assimilação, isto é, reconhecer alguma coisa como diferente do que eu já conheço. A partir deste reconhecimento, do contato com a novidade, da experimentação, o indivíduo refina seus conhecimentos e incorpora uma nova informação, o que proporciona a criação de um novo conceito, nova categoria, o surgimento de uma nova pasta suspensa em nosso gavetão (ou a criação de uma subpasta). A esta nova partição criada, organizada, sistematizada Piaget chama de esquema. Incorporado novo esquema mental, assume-se a acomodação, que define um conhecimento aprendido, incorporado, introjetado.

Vejamos um exemplo:

Uma criança de dois anos e meio conhece diferentes cachorros: pretos, marrons, brancos, de pequeno, médio e grande portes, manchados, lisos, de pelo curto, de focinhos gelados, rabos grandes, etc. Já tem criado em seu gavetão o esquema mental “cachorro”. Numa determinada situação esta criança se depara com um cavalo. Abre seu gavetão mental e procura algo similar. O que tem de mais parecido é o “cachorro”. Neste momento chama o cavalo de “cachorro gigante, ou mamãe cachorro que comeu demais”, entre outras hipóteses. O que importa é que ela tentará “ligar” o cavalo aos animais que já conhece. Como seu repertório é pequeno, precisará lançá-lo ao conhecido: o cachorro. A intervenção de alguém mais experiente é essencial: é ele quem possibilitará novo olhar para este pseudo-cachorro, com perguntas que permitam desafios, problemas para a criança:

- Este animal é mesmo um cachorro? Perceba seu focinho. É igual ao do cachorro? E seu corpo, já tinha visto um cachorro deste tamanho? E as unhas? O rabo é do mesmo tamanho? Etc.

Enfim, questionamentos simples farão com que a criança perceba que este já não se trata de um cachorro, que ele não se enquadra neste esquema mental. Isto representa assimilação.

Depois de algumas experiências com cavalos, desenhos, leituras, visualizações, comparações a criança conseguiu criar nova categoria – cavalo. O reconhecimento do cavalo equivale ao conceito de acomodação. Agora a criança já sabe o que é cavalo e o que é cachorro.

Toda esta seqüência acontecida, do olhar algo novo a apreendê-lo, é o definido como processo de equilibração, para Piaget. Recapitulando:

1.Criança conhece cachorro – está na chamada zona de equilíbrio, de conforto.

2. É apresentada a um cavalo – tenta categorizá-lo como cachorro, mas não consegue, é diferente – zona de desequilíbrio, de desconforto.

3. De tantas experiências com um cavalo, aprende a categorizá-lo – zona de equilíbrio, de conforto novamente.

A função do professor nesta perspectiva é “desequilibrar os esquemas mentais do aluno”, oferecer desafio compatível àquilo que conhece. É necessário um mecanismo contínuo de sondagem dos conhecimentos prévios dos alunos para perceber necessidades de intervenção.

Piaget organizou também os chamados estágios de desenvolvimento, que determinam o nível maturacional da criança, quais suas apropriações de acordo com seu tempo. Suas principais características:

1º período: Sensório-motor (0 a 2 anos)

  • Período de percepção, sensação e movimento.
  • É regido pela inteligência prática.

2º período: Pré-operatório (2 a 7 anos)

  • Função simbólica – linguagem – comunicação
  • Egocentrismo (reconhece, assume, percebe o seu ponto de vista)
  • Não aceita a idéia do acaso e tudo deve ter uma explicação – finalismo
  • Jogo simbólico = faz de conta, imaginário
  • Animismo – características humanas a seres inanimados
  • Realismo – materializar suas fantasias
  • Artificialismo – explicar fenômenos da natureza através de atitudes humanas

3º período: Operações concretas (7 a 11 ou 12 anos)

  • Reorganiza, interioriza, antecipa ações
  • Diferencia real e fantasia
  • Estabelece relações e admite diferentes pontos de vista
  • Tem noções de tempo, velocidade, espaço, causalidade

4º período: Operações formais (11 ou 12 anos em diante)

  • Esquemas conceituais abstratos
  • Valores pessoais

 

Lev Semenovitch VYGOTSKY

Vygostsky tem como palavra-chave interação social, o que implica dizer que o desenvolvimento do indivíduo se dá através da relação com o outro, com o mundo.

O conceito de mediação simbólica trata do conceito de intermediação, da relação homem-mundo, que acontece através de duas formas:

a) Instrumentos: objetos, ferramentas criadas pela necessidade de intervenção do homem no mundo – ação. Se toda produção do homem é cultura, a encara como alargadora de possibilidades. Exemplo: o homem precisava percorrer grandes distâncias, inventou o avião, o navio, claro que o que não está em questão é o tempo que se levou para a constituição final destas invenções, mas sim, da necessidade atendida através da idealização.

b) Signos / símbolos: são representações. Exemplo: o símbolo de masculino e feminino. Sentido, significado objetivo. Esta é a primeira categoria. Na segunda, os símbolos demandam abstrações mais elaboradas, internalizadas, reflexivas. Exemplos: noção de tempo. E quando dizemos a palavra mesa. Uma pessoa que escuta já traz em sua memória um desenho qualquer de mesa, a idéia do que é uma mesa, para que ela serve.

A linguagem, contemplada como instrumento do pensamento, tem duas funções:

Comunicação: expressão, intercâmbio social.

Categorização: de classificação, conceituação do mundo: representa inteligência prática.

Zona de desenvolvimento proximal

Conceitos atrelados: conhecimento real e conhecimento potencial

Conhecimento real é aquele em que há o domínio, aquilo que se conhece, sabe, articula. É passado. Exemplo: sei fazer arroz.

Conhecimento potencial é aquele que se pode dominar com a ajuda de outro mais experiente, por exemplo: apesar de saber fazer arroz, só consigo fazer risoto com a ajuda de minha avó, pois ela organiza toda a seqüência da receita para que eu não me perca.

A distância entre o conhecimento real e o conhecimento potencial é chamada de zona de desenvolvimento proximal. É o “lugar imaginário” onde o professor deve atuar no aluno. Se tivermos 42 alunos numa sala de aula, teremos 42 z.d.ps diferentes.

 

Henri WALLON

Defendeu a idéia da compreensão da criança completa, concreta, contextualizada, vista de forma integral, isto é, não mais encarada como um adulto em miniatura, mas sim, como um ser numa etapa de especificidades. Segundo ele são quatro os campos funcionais que visualizam a criança de modo “integrado”:

1. As emoções: manifestação afetiva, relação = interação criança e meio onde está inserida.

2. O movimento: primeiro sinal de vida psíquica. Vislumbrada em duas dimensões:

a) expressiva: base das emoções, de expressão.

b) instrumental: ação direta sobre o meio físico, concreto. Voluntário.

3. A inteligência: 1º momento = sincretismo = misturar as coisas, confusão = não separa qualidade do objeto. Exemplo: criança de dois anos que tem um colega cujo nome da mãe é o mesmo da sua, não aceita a idéia (o nome Maria é da sua mãe, não da mãe do outro).

Com as experimentações da criança sobre o mundo, progressivas diferenciações ocorrem, o que proporciona o ampliar de seu repertório de categorizações. Isto não quer dizer que nunca mais, após a infância, estejamos sujeitos ao “sincretismo”. As grandes invenções, as diferentes idéias surgem de momentos de sincretismo, de mistura, de confusão, de possibilidades, de criatividade.

2º momento = pensamento categorial = conceitual (acontece na idade escolar) possibilidade de pensar o real por meio de categorias, diferenciações, classificações.

4. A contrução do “eu” como pessoa: Como constrói a consciência de si.  Inicialmente o indivíduo está na fusão emocional – No útero materno, necessidades alimentares ou posturais têm satisfação automática. Pós nascimento mamãe e bebê ainda são encarados como um todo, o que representa para WALLON alto grau de sociabilidade – ela e outro = um só, para depois o indivíduo perceber-se enquanto único, o que nomeia processo de individuação.

É caracterizado de duas formas:

- imitação do outro = maneira de “incorporar o outro”, o outro como modelo, referência.

- negação do outro = para perceber o limite “eu-outro” manifesto meu ponto de vista através de condutas de oposição, o que representa a expulsão do outro em si mesmo.

Picos desta constituição acontecem com 3 e 13 anos, aproximadamente, apesar da considerar que esta diferenciação “eu-outro” nunca é completa, total, ocorre durante toda a vida.

Pode-se assumir, segundo WALLON que a relação destes quatro campos funcionais não é sempre de harmonia, mas sim, de conflito.

About these ads
Esse post foi publicado em Práticas pedagógicas docentes e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

132 respostas para Piaget, Vygotsky e Wallon – Tripé teórico da Educação

  1. Afesua disse:

    nossa queria ter lido isto no primiero semestre ia ajudar muito na prova^^

  2. Alan Carneiro disse:

    Nossa!como li deixo minha opinião.
    parabéns pela didática,explicação perfeita!

  3. walkiriaroque disse:

    Alan, agradeço sua participação.
    Que bom que consegui ser clara no esclarecimento dos conceitos…
    Participe, sempre!
    Abração.

    • Alan Carneiro disse:

      …ok leio sempre,aproveito o tempo na net para me manter informado e a sua
      página é fonte ideal; eu procure sempre emitir um pensamento positivo com
      frases da minha autoria uma vez que gosto de compor.Abraço.

  4. Nelci disse:

    Professora, eu te achei, fiquei até feliz quando vi Vigotsky, mais não achei nenhuma materia da senhora neste Blog sobre ele. Mais adorei seu Blog.
    Bjos

  5. Parabéns! O texto vai como indicação aos meus alunos.

  6. Paula Maria disse:

    Esses teóricos muito contribuiram para a Educação. Parabéns por ter explicado detelhadamente todos eles.

  7. Afesua disse:

    ler isto antes de um prova que tem como um de seus temas Vigorsky e muito bom, sem duvida vai ajudar muito^^

  8. Marta Ilcon Silva da Fonseca disse:

    Professora, adorei a matéria , espero que eu consiga fazer a prova com tranquilidade amanhã.
    Beijos e boa noite.

  9. Gisleide Raiol disse:

    Obrigada professora pela dedicação com nosso curso, o artigo vai ser de grande ajuda p/ amanhã.
    Abçs
    Gisleide

  10. Walkiriaaaaaa… adorei o texto no seu blog! Muito bem elaborado, e melhor ainda, sobre um assunto altamente instigante e inspirador! Show! Parabéns! Vou indicá-lo a todos! Abraços

  11. maria aparecida de melo disse:

    professora achei as materias otimas porque me ajudará tanto na prova como para esclarecer minhas dúvidas abraços……..

  12. Beatriz disse:

    B. noite Prfª, estava em dúvidas em algumas questões para fazer meu trabalho, mas graças ao seu blog consegui conclui – lo. Ta show de bola , parabéns tenho certeza que vai esclarecer as dúvidas de muita gente…..
    bjs.

    • Marcia disse:

      Vou fazer um concurso domingo…estou supeerrr nervosa …. mas graças a DEUS me guiou encontrei o seu blog…e consegui entender perfeitamente …Parabéns !!!
      Adoreeiiiii
      bjao

  13. Helenice souza da costa soares disse:

    Muito bom o seu tri, pena que só estou lendo agora e a prova já foi, mas valeu artigo, muito bom .

  14. Marcia Dilburt Vaisbih disse:

    Val, não sabia que vc publicava estas coisas…Vou passar a ler mais! adorei!
    Mas, please, deixe as aulas de psico para mim ok??hahahahahahahaah, beijão, estou com seudade, faz séculos que não te vejo!
    Marcia

  15. cristiane disse:

    Olá Walquiria,
    Que texto ótimo, tive uma prova no sábado e ainda não tinha visto, iria me ajudar bastante, acessei porque preciso montar um quadro citando as semelhança e diferenças entre os três, você teria alguma idéia para me dar?
    Parabéns ótimo trabalho

  16. wacinom disse:

    Parabéns pelo blog, acredito ser um caminho às portas do conhecimento.
    Beijos

  17. Rafael disse:

    Professora, é de grande alento ler suas palavras em meio a tantos jargões de efeito retórico e ideias falsamente relacionadas à educação.
    Parabéns e vamos ao nosso microcosmo, o livro.

  18. Adriana Ximenez disse:

    Oi Wal, passei aqui para ver esse resumo… muito bom. Tudo bem indicar para meus alunos? Bjs, Adri

  19. Tânia Mara Cabral disse:

    Parabéns Professora Walkíria! seu blog é bastante útil e extremamente didático. Acabei de adicioná-la em minhas página favoritas.
    Grande Abraço
    Tânia Cabral

    • walkiriaroque disse:

      Tânia, as reflexões sobre o contexto educacional devem ser proporcionadas. Num tempo de novas valorações, este tipo de ação proporciona o refletir sobre a prática cotidiana do professor. Obrigada por compartilhar este momento tão especial comigo. Um beijo.

  20. Ana disse:

    Parabéns pelo blog…. sou formada em pedagogia, mas lendo seu blog relembrei muitas coisas importantes, e até entendi umas coisinhas que tinha duvida…. Vou adicionar nos meus favoritos….PARABENS mesmo!!!!

  21. Luis Ricardo Policeno disse:

    Gostaria de saber se entre os 3 citados qual defende o afeto como principal ferramenta da construção do intelecto ou mesmo da evolução? Se possível e não for encomodo me envie por e-mail.

    Adorei o seu blog, foi de grande ajuda para suprir uma necessidade da minha sala, onde os alunos não conseguiram captar as informações passadas pelo professor.

    grato

    Luis Ricardo Policeno Aluno do 4ª semestre de Química Unisep-Registro-Sp

    • walkiriaroque disse:

      Luis Ricardo, sobre a bandeira da afetividade, Wallon é quem a defende. Procure ler mais sobre ele.
      Estes teóricos são complexos, não é fácil compreendê-los. Aproveite o material para ter um panorama geral
      de cada um.
      Visite sempre o blog, ok?
      Obrigada pela participação

  22. Tati disse:

    Parabens pelo trabalho, vai me ajudar muito para estudar para psicologia.
    Como sempre suas explicações são claras e objetivas.
    Bjos

  23. Muito bom, esta me ajudando a estudar pra sua prova e da Hercilia, aprendi bastante aqui, parabéns por ajudar quem precisa.

  24. Erikah disse:

    Muito Bom! Parabéns!

  25. GILVANIA disse:

    Obrigada! foi um ótimo resumo sobre esse tripé da educação. E esses exemplos simples q você usou deixou bem claro o que cada um desses teóricos queriam passar. Me ajudou bastante!

  26. Luciana disse:

    Parabéns!!! Adorei. Está muito bem explicado e isso cai direto nos concursos. Gostaria de ler mais textos sobre outros teóricos.

  27. Antonia Wagna Araújo disse:

    Que bom !
    Ou seja , ótimo demais!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Não só para a vida acadêmica ,mas também para ser uma grande mãe!
    estudar para concurso está acontecendo de forma contextualizada na minha vida , pois também sou mãe há seis anos !COM MUITO ORGULHO!

  28. egrimistan disse:

    oi querida professora estou com saudade , e ainda sou a Egrimistn e estou aqui para pesquisar sobre VYGOTSKY….. BEIJOS gostaria muito de te-la como mestra novamente pois aprendir muito com suas aulas … beijos

  29. Luciana disse:

    Muito boa sua explicação, pôde elucidar minhas dúvidas. Obrigada.

  30. Sindalva disse:

    nossa! adorei encontrar o quadro comparativo só faltou skinner segundo o solicitado pela minha professora, mas já valeu muito , obrigado. Beijo.

  31. Eleneide Prado dos Santos disse:

    Muito bom o seu Blog, parabéns! Desde já agradeço sua ajuda e compreenção. Agora é correr e recuperar o tempo perdido. Até quinta-feira. Um grande abraço,

    Da sua aluna,
    Eleneide P. Santos.
    (Transf. Faculdade Anhanguera de Piracicaba)

  32. Raquel Coelho disse:

    Gostei muito ,foi muito útil pra mim.

  33. Mariana de Souza Pansardi disse:

    Parabéns professora, muito bom o seu blog
    me ajudou muito no trabalho, além de esclarecer varias
    dúvidas.
    Mariana

  34. Cristiane disse:

    Boa noite Walkiria, parabéns pelo excelente trabalho. De uma forma simples, com terminologia simples é possível conpreender os enigmas que “definem” as formas de aprendizagem humana. Muito bom!!

  35. roseli oliveira disse:

    Parabéns pelo blog… Tudo bem explicadinho sobre teóricos. Gostaria de informações sobre Bruner e Ausubel.

    Obrigada e até mais…
    Roseli

  36. Muito bom o resumo aqui apresentado. Eu e uns colegas da universidade montamos um blog em que o tema central são os teóricos Piaget e Vygostsky, a intenção é criar um sítio na internet que reúna o máximo de informações relacionadas as teorias deles, suas contribuições, críticas, etc. Ficaria muito contente se pudesse nos fazer uma visita e dar sua opinião sobre o nosso blog, seria de grande ajuda, pois ele é requisito parcial da avaliação final do curso de psicologia da Educação! Criamos recentemente um fórum em nosso blog também e seu comentário seria igualmente importante.
    Desde já agradeço.

    http://piagetevygotsky.blogspot.com.br/

    boa noite

  37. Kelcia Roberta disse:

    Olá, o Blog realmente e muito claro, quando se trata desses grandes teoricos, mais eu por mais que leia, tenho dificuldade de ASSIMILAR rs, muito complexo pra mim ainda rs, continuarei na luta de entende-los pois e muito importante

    • walkiriaroque disse:

      Kelcia, de verdade, não é fácil compreender esses autores.
      O importante é a gente não parar de estudar, porque a cada estudo,
      a nossa compreensão fica ainda maior, mais sensibilizada, complexa.
      Aguardo sua visita futuramente, aqui no blog.
      Abraço

  38. michelli disse:

    Adorei,pois tudo que aprendi na faculdade esta bem explicado aqui por você parabéns.

  39. Creuzilene disse:

    Adorei seu blog, Me ajudou bastante

  40. Sônia Araújo disse:

    AMEI ERA TUDO QUE PRECISAVA PARA COMEÇAR MEU TRABALHO.
    OBRIGADA……..

  41. Kleiton Anderson disse:

    Me ajudou muito, gostei bastante do texto!

  42. Nossa, vale realmente a pena comentar você!
    Meus parabéns, querida, li muita coisa para me embasar para a próxima aula da pós e esse texto me caiu como uma luva… estou divulgando! Um abraço e, novamente, parabéns!

  43. Daniela disse:

    Walkiria, voce alem de escrever muito bem, conseguiu colocar as ideias desses autores de uma forma muito clara e didática! Ajudou muito!! Obrigada!!

  44. Lucimeire disse:

    Piaget, Vygotsky e Wallon qual a importância do professor conhecer sobre suas teorias.
    Lucimeire

  45. Angélica Aparecida Caetano Gotardo Brito disse:

    Walkiria,muito prazer em conhecê-la,sou estudante do curso de Pedagogia (7
    º Semestre) e como me considero abençoada…te encontrei!Preciso fazer um trabalho relacionando dados semelhantes entre Piaget e Wallon nas teorias do desenvolvimento e estágios destes .Então pergunto: É possível fazê-lo somente com este texto q localizei da sua autoria?Por favor me responda preciso entregar quarta-feira (21/11)!
    Desde já agradeço sua colaboração inicial pelo texto aqui registrado.
    Atenciosamente : Angélica

  46. Adorei… me ajudou muito para fazer um concurso público…Valeu..Obrigada…

  47. Prof. Walquiria

    Obrigao
    Estou cursando pedagogia, esta materia me ajudou muito na prova,e nas concepçôes do desenvolvimento da criança

    Valeu

  48. JOSE CARLOS DA SILVA disse:

    Walkiria, descobri agora seu blog e achei muito legal porque você explica e dá exemplos. Parabéns!

  49. vanessa santos disse:

    olá walkiria como todos gostei muito do seu blog,ele apresenta as teorias de maneira tranquila,tirando o pesar de estudá-las obrigatoriamente, demonstrando que elas orientam nossa prática diária com os alunos. Voltarei sempre pra consultar outros temas, grata Vanessa.

  50. martins disse:

    excelente,vai me ajudar muito no concurso que irei fazer.

  51. Thiago Silva disse:

    Nossa!! Esse blog é a minha solução… encontrei tudo que precisava.
    muito obrigado Walkiria!!!
    Parabéns pelo blog! nota 10,00.

  52. Suzart disse:

    Walquíria, você é ótima! Ajudou-me muito! Levei esse texto para a Creche visando ajudar o meu pessoal a diferenciar com facilidade a ideia de cada um desses teóricos. Muito bom! Você consegue explicar de maneira fácil o que parece ser tão difícil. Raramente faço comentários na net sobre algo que leio, no entanto você é merecedora não só de comentários, mas também de aplausos. Parabéns e muito obrigada!

  53. Arícya Melo disse:

    Minha vida foi salva! Tenho prova hoje e estava completamente perdida. OBG!

  54. Roberta disse:

    Walkiria, estou encantada com seu blog, sou aluna de Pedagogia, e tenho uma prova sobre esses tres autores semana que vem, sua escrita é muito clara e objetiva, entendi muito mais do que lendo o livro Piaget, Vygotsky e Wallon… Muito obrigada!!!

  55. elizabete disse:

    Eu procurava algo para ajudar no trabalgo sobres estas três feras teoricas da educação e fui muito feliz em acessar sua página Walkiria, essa triologia teorica da educação foi 10. Obrigada!!!

  56. Davi Silva disse:

    Muito útil professora, pena que é difícil utilizar essas teorias na prática, mas vale apena tentar, rsrsrs, obrigado.

    • walkiriaroque disse:

      Davi, ser educador e colocar as diretrizes de uma Pedagogia mais atual,
      contemporânea, não é fácil, realmente, mas é para isso que estudamos tanto:
      cada vez mais precisamos de embasamento teórico para aperfeiçoarmos nossa
      prática em sala de aula.
      Espero ter podido te ajudar nessa empreitada!
      Visite o blog sempre que quiser.
      Abraço.

  57. ana disse:

    walquiria,me ajudou mto o seu blog,obg.

  58. Sianny disse:

    Parabéns amei seu blog!!!!!!

  59. gisele lopes disse:

    Olá amiga, parabens pelo blog, por compartilhar seu conhecimento com pessoas que nem conhece, isso é muito especial. Comecei o curso de pedagogia apos 13 anos sem estudar, fiz magisterio, me formei em 1999 e agora estou aqui de novo por amo a educação.
    Seu resumo me ajudou muito, obrigada, bjão

  60. Gostei muito de compreender Piaget. Foi otimo.

  61. celma disse:

    Adoreeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiiii!!!

  62. Jessica disse:

    Sou estudante de Pedagogia, com toda simplicidade de suas palavras trouxe a mim singelos conhecimentos. Parabéns!

  63. Djelma disse:

    Parabéns pelo blog, e os esclarecimentos feitos referentes aos autores, me esclareceram muito, sou pedagoga e nem durante o meu curso eu entendi o que vc me fez entender! parabéns!

  64. marco Aurelio fiori silva disse:

    nuss maravilhosa explicaçao..
    Simples, detalhada e objetiva…

  65. Henrique Marques disse:

    Sou professor de música e sempre trabalhei com crianças com idade a partir dos 13 ou 14 anos, mas de um tempo pra cá venho dando aulas em grupos de crianças bem menores com 2, 3 ou mais anos, praticamente uma musicalização infantil, e no seu blog eu encontrei muita coisa boa que me proporcionou um conhecimento ideal para entender as diferenças entre cada criança, parabéns pelo trabalho, um abraço.

  66. Maria Lúcia disse:

    Parabéns, gostei muito, esses autores estão no concurso de PEB II, e estava difícil achar um resumo e entender, você de forma simples me fez compreender um pouco sobre sobre as teorias deles.
    Obrigada

  67. rosicler disse:

    UAU, q aula, era o resumo das teorias q eu precisava, muuuito obrigada mesmo!!!!

  68. daniela disse:

    Boa noite! Esclareceu minhas duvidas referente as teorias no geral, isto irá me ajudar na prova.
    Um Abraço, bjs

  69. Roseblando Batista disse:

    Obrigado, por sintetizar o conhecimentos desses teóricos, mas ainda vejo controvérsias, mas como se trata de um estudo em particular seu, acredito ter colocado um pouco de opinião.
    parabéns pelo Blog
    att,. Roseblando Batista

  70. najila disse:

    Parabéns! Somente agora consegui compreender essas teorias… Obrigada.

  71. Margarida Barros
    Nossa como estou grata, Walkiria, por seu blog, pessoas como você são pérolas encontradas numa multidão de informação. Saúde, sorte e sucesso!

  72. Telma Maria Alves de Oliveira disse:

    Parabéns gostei muito das suas explicações.

  73. Ariane disse:

    Maravilhoso, não tenho palavras para definir tão completo e explicativo, como suas aulas Wal.
    Fui sua aluno e me sinto muito orgulhosa por isso
    Beijos

  74. Lucia disse:

    Adorei esse blog! Parabéns!

  75. Ronald disse:

    Muito bom.

    Parabéns pela objetividade.

  76. Adauto lima disse:

    Parabéns pela didática. Irei fazer um concurso sobre o tema exposto, e o único veículo de informação que me ajudou a compreender o assunto de forma mais clara, simples e objetiva foi o seu blog. Sua didática é excelente. Abraço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s